O que é ?

 

A Ordem dos Carmelitas Descalços Seculares (O.C.D.S.) “é uma associação de fiéis que se comprometem a procurar no mundo a perfeição evangélica, inspirando e nutrindo a sua vida cristã com a espiritualidade e a orientação do Carmelo Teresiano” (artº 1 da Norma de Vida). Ou seja, o Carmelo Secular é constituído por leigos que procuram viver fielmente a sua vocação de baptizados, pondo em prática o Evangelho com a ajuda da espiritualidade carmelitana.

Os seus membros constituem-se em pequenas fraternidades e “pertencem inteiramente à família carmelitana e são filhos da mesma Ordem, na comunhão fraterna dos mesmos bens espirituais, na participação da mesma vocação à santidade e da mesma missão na Igreja com a diferença essencial do estado de vida”. (artº 1 da Norma de Vida).

Os Leigos carmelitas, celibatários ou casados, formam uma mesma família com as Monjas de clausura e os Frades. A missão é comum a todos os carmelitas: anunciar ao Homem actual que é habitado por Deus e que n’Ele reside a alegria e a verdadeira felicidade.

Inspirados pela vida e ensinamentos de Santa Teresa de Jesus, Monjas, Frades e Leigos, buscam o rosto de Deus para estar ao serviço da Igreja e do mundo.

 

Qual a vocação do Carmelita Secular?

 

A vocação dos Leigos Carmelitas é uma vocação contemplativa, laical e apostólica. Partindo do encontro pessoal com Deus pela oração, o Carmelita Secular, sem perder ou desvalorizar a sua condição laical, vai exercer o seu apostolado no ambiente familiar, profissional e eclesial em que está inserido.

 

 

Características do Carmelo Secular:

 

1. Oração

Cada membro do Carmelo Secular deve privilegiar um tempo diário para a oração para deste modo crescer na intimidade com Deus, a fim de levá-l'O aos irmãos.

A oração é o fundamento da vida do Carmelo. A fidelidade à oração, corresponde à fidelidade ao principal preceito da Regra carmelitana: “meditar dia e noite na Lei do Senhor” (conforme o nº 9 da Regra Primitiva da Ordem da Bem-aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo).

Na oração e no trato amistoso com Deus o Carmelita encontra a razão de ser da sua vocação e do seu apostolado.

 

2. Vida fraterna

Os membros do Carmelo Secular constituem-se em pequenas fraternidades. Cada Fraternidade deve ser expressão visível da fraternidade cristã existente nas comunidades apostólicas e que é essencial na Igreja dos nossos dias.

A vida fraterna das Comunidades Seculares exprime-se sobretudo através dos seus encontros, que são ocasião propícia para a formação, a oração em comum, a atenção aos outros e de estreitar a amizade que os une.

 

3. Promessas

Através das Promessas os membros exprimem a sua firme decisão de procurar cada dia a perfeição evangélica. Este gesto estabelece um vínculo espiritual e jurídico com a Ordem dos Carmelitas Descalços.

Em comunhão com Maria e com toda a Ordem, os membros do Carmelo Secular que o desejarem, exprimem o seu desejo de seguir a Cristo mais de perto, segundo os conselhos evangélicos de pobreza, castidade e obediência conforme o seu estado de vida (celibatários ou casados).

 

4. Apostolado

A primeira forma de apostolado do Leigo Carmelita é a oração. É a partir da sua relação de amizade com Deus que se desenvolverá todo o seu apostolado. Assim, deve procurar ser “fermento” e “sal da terra” no mundo e ambiente em que vive; partilhar na vida pastoral da Igreja local; ajudar as pessoas a desenvolverem a sua vida espiritual e colaborar nas obras e iniciativas da Ordem.

© 2019 - Orgulhosamente criado para OCDS. Webmaster Pedro Tavares

  • transferir
  • Black YouTube Icon
  • facebook-square