Buscar

Como conhecer Cristo? Na Sagrada Escritura


Em 1919, Eugénio Maria do Menino Jesus (1894-1967) tem 25 anos. Após a terrível experiência das trincheiras vivida durante a Grande Guerra de 1914-18, volta ao Seminário de Rodez para acabar os seus estudos. Ao mesmo tempo, aprofunda o estudo do pequeno caminho da Teresinha. Tinha descoberto a pequena Teresa dez anos atrás e esta “irmã espiritual” acompanhou-o na escola da vida que representou o período da guerra para a sua geração. Lendo uma vida de São João da Cruz em 1920, sente-se interiormente chamado a ingressar na Ordem dos Carmelitas Descalços. Contudo, encontra logo uma oposição geral ao seu desejo, tanto nos seus superiores e bispo como junto da própria mãe. Mais tarde, seguiu-se uma mudança de posição dos superiores que aceitam a sua vocação carmelita.

No dia 4 de fevereiro de 1922, é ordenado presbítero em Rodez. No caminho ainda escuro da sua vocação, o padre Eugénio Maria entra logo no noviciado dos Padres Carmelitas Descalços de Avon, perto de Paris. No mesmo dia, abre a Bíblia e lê a passagem do encontro de Jesus com Nicodemos, ficando impressionado com esta frase: « Vós tendes de nascer do Alto » (Jo 3, 7). Anota logo: “Estas palavras são hoje luminosas para mim. Tenho que renascer completamente para outra vida… É a luz que Jesus pôs para mim nestas palavras. A sua palavra é clara, ouço-a muito bem… Não sei como Deus me levou até aqui, nem sei para onde Deus me quer levar. Apenas sei que é a sua voz que estou a ouvir. ” Quando a sua vida toma uma nova orientação, a Palavra viva de Jesus dá-lhe luz e confiança.

Mais tarde, o padre Eugénio Maria será conhecido pelos seus comentários espontâneos do Evangelho nas homilias, não receando entrar nos cenários para destacar as atitudes de Jesus. “ Como conhecer Cristo? Na Sagrada Escritura. É o livro de Deus, onde encontraremos a verdade, o alimento para a nossa oração. Veremos neste livro o viver de Cristo, conheceremos os seus gestos humanos. Vendo-O agir, Ele que estava envolvido na divindade, saberemos como agir na perfeição. No Antigo Testamento, percebemos o Cristo anunciado e prefigurado. Tudo está dito numa linguagem que carrega a humanidade daquele que compôs o livro, mas é o Espírito Santo o autor verdadeiro. Lá encontraremos uma luz extraordinária.» (Conferência, 1942).

No livro Quero ver a Deus, o Beato Eugénio Maria do Menino Jesus partilha a sua experiência pessoal. O conhecimento íntimo de Cristo é fruto de uma meditação assídua da Sagrada Escritura, que alimenta o diálogo vivo da oração e ilumina a vida.

“ Não há obra que possa, no mesmo grau que a Sagrada Escritura, esclarecer-nos sobre Deus e Cristo, garantir um alimento mais substancial para a nossa meditação, favorecer o contacto vivo com Jesus e criar intimidade com Ele. Oferece um alimento que convém ao principiante; o mais perfeito não quer outro livro, por ser o único cujas palavras apresentam à alma luzes sempre novas e sabores sempre suculentos.” (tº 206)

(segundo Message du Père Marie-Eugène, http://www.notredamedevie.org/lecriture-sainte/)

© 2020 - Webmaster Pedro Tavares                                                                         E-mail: carmelosecular@carmelitas.pt

  • transferir
  • Black YouTube Icon
  • facebook-square